Assembleia de Deus Paragominas







    Você está aqui  l   Quem Somos
l
l
l


Sobre Nosso Ministério

 

OS PRIMEIROS PASSOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL
 

Em 19 de novembro de 1910, os suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, batizados no Espírito Santo, chegaram a Belém do Pará, procedentes dos Estados Unidos da América.  Ao crer na doutrina pentecostal pregada pelos dois missionários, em 2 de junho de 1911,  na Rua Siqueira Mendes, 67, na cidade de Belém, Celina de Albuquerque, membro da Igreja Batista de Belém, enquanto orava, foi batizada no Espírito Santo.

O fato teve repercussão imediata na Igreja Batista. Havia aqueles que aceitavam o batismo no Espírito Santo e aqueles que eram contrários à nova doutrina. Em 13 de junho, numa terça-feira, foram excluídos 13 membros da igreja: José Plácido da Costa, que ocupara o cargo de moderador da igreja até aquela sessão; Manuel Maria Rodrigues, ex-secretário; José Batista de Carvalho, ex-tesoureiro; Antonio Mendes Garcia, todos estes diáconos; Lourenço Domingos; João Domingos; Maria dos Prazeres Costa; Maria Pinto de Carvalho; Alberta Ribeiro Garcia; Manuel Rodrigues Dias; Jerusa Rodrigues. O secretário da igreja depois de anotar esses nomes, deixou para o fim os nomes de Celina Cardoso de Albuquerque e Maria de Jesus Nazaré, que, ao mencioná-los, fez chamando-as de “as profetisas”, e os de Gunnar Vingren e Daniel Berg.

Sob a liderança dos missionários Gunnar Vingren e Daniel Berg, os crentes batistas que aceitavam a doutrina pentecostal foram convocados a comparecer à casa onde se instalava a congregação batista na Cidade Velha, à Rua Siqueira Mendes nº1-A, residência da irmã Celina Albuquerque, para se reunir no dia 18 de junho de 1911, num domingo. Presentes estiveram onze irmãos excluídos no dia 13 daquele mês, da Igreja Batista, tendo faltado os irmãos Lourenço Domingos e Alberta Ribeiro Garcia. Compareceram, porém, três membros da igreja que não estavam excluídos, que foram Henrique Albuquerque, esposo de Celina; Maria Piedade da Costa, esposa de Plácido e Emília Dias. Além destes, foram arrolados mais quatro irmãos da referida congregação, cujos nomes são os seguintes: Joaquim Silva, Tereza Silva de Jesus, Izabel Silva e Benvinda Silva, todos de uma mesma família. Os três que ainda eram membros da Igreja Batista só foram excluídos no dia 12 de julho depois de que a mesma tomou conhecimento da posição assumida por eles. Quanto aos quatro congregados, não cabia a igreja discipliná-los porque não eram membros da igreja. Ao todo eram 18 pessoas para o início da Missão da Fé Apostólica, que mais tarde passou a se chamar Assembléia de Deus.

I – Começa a Missão da Fé Apostólica

A partir de 18 de junho de 1911, as igrejas pentecostais que iam sendo iniciadas no Pará, começando pela que se reunia na casa de Henrique e Celina Albuquerque, à Rua Siqueira Mendes 67, Cidade Velha, em Belém, passaram a ser chamadas pelo nome Missão da Fé Apóstolica.

Em 25 de outubro de 1914, chegaram a Belém do Pará os suecos Otto e Adina Nelson, procedentes dos Estados Unidos, para se juntarem a Vingren e Berg.

Em 8 de novembro de 1914, a igreja, que se reunia na Av. São Jerônimo, 224, seu segundo, endereço depois da casa de Celina Albuquerque (nesta casa se reuniram por mais ou menos três meses) se mudou para a Travessa 9 de janeiro, 75.

Em 18 de agosto de 1916, chegaram a Belém os suecos Samuel e Lina Nyström, os primeiros missionários oficialmente enviados pela Igreja Filadélfia de Estocolmo.

Em 3 de julho de 1917, Frida Vingren chegou a Belém, como missionária também enviada pela Igreja Filadélfia de Estocolmo.

II – Registrada a primeira “Assembleia de Deus”

Em 11 de janeiro de 1918, Gunnar Vingren registrou o Estatuto da Igreja no Cartório de Registro de Títulos e Documentos do 1º ofício, em Belém, no Livro A, Nº 2, de Registro Civil de Pessoas Jurídicas e outros papéis, número de ordem 131.448, sob o nome “Estatuto da Sociedade Evangélica Assembléa de Deus”, número de ordem 21.320, do Protocolo Nº 2.

Os extratos do Estatuto foram publicados no Diário Oficial do Estado do Pará, sob nº 766524.

Com esse registro, a igreja começou a existir legalmente como pessoa jurídica adequando-se aos Artigos 16 e 18 do primeiro Código Civil Brasileiro que acabara de entrar em vigor em 1º de janeiro de 1917.

III – Primórdios no Pará

Os primeiros lugares no Pará que receberam a mensagem pentecostal foram: Soure e Mosqueiro, na Ilha de Marajó (Daniel Berg, 1911); Bragança (Daniel Berg, 1912); Xarapucu e Catipuru (Daniel Berg, 1913); Estrada de Ferro Belém-Bragança, Igarapé-Assu, Benevides, Capanema, Timboteua, Peixe-Boi e Bragança (Clímaco Bueno Aza, 1913); Ilha Caviana (Daniel Berg, 1914); Afuá, Ilha de Marajó (Gunnar Vingren e Daniel Berg, 1914); São Luís do Pará (1915); Assaisal (Bonito) (Joaquim Amaro do Nascimento, Francisco Santos Carneiro e João Paraense, 1919); e vários outros lugares foram sendo visitados pelos primeiros missionários e crentes da AD de Belém.

IV – Primórdios fora do Pará

Os primeiros lugares fora do Pará que receberam a mensagem pentecostal foram: Uruburetama, CE (Maria de Nazaré, 1914); Maceió, AL (Gunnar Vingren, 1914; Otto Nelson, 1914); Campina Grande, PB (Manoel Francisco Dubu, 1914; Felipe Nery Fernandes, 1922); Roraima (Cordulino Teixeira Bastos, 1915); Manaus, AM (Severino Moreno de Araújo, 1917); Macapá, AP (Clímaco Bueno Aza, 1916); Recife (Adriano Nobre, 1916); Natal, RN (Pregadores de nomes desconhecidos e Adriano Nobre, 1918); João Pessoa, PB (Francisco Félix e esposa, 1920); Rio de Janeiro, RJ (Gunnar Vingren, 1920, 1923; alguns crentes do Pará, 1923); Santos, SP (Gunnar Vingren, 1920; crentes de Pernambuco,1923; Daniel Berg, 1924); Tubarão, SC (Gunnar Vingren, 1920); Criciúma, SC (Gunnar Vingren, 1920); Itajaí, SC (Gunnar Vingren, 1920); São Paulo, SP (Gunnar Vingren, 1920, 1923; Daniel Berg, 1927); São Bernardo, SP (Gunnar Vingren, 1920); São Luís, MA (Clímaco Bueno Aza, 1921); Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, noroeste de Mato Grosso (Paul John Aenis, 1922; Elói Bispo de Sena, 1923); Porto Velho (RO) (Paul John  Aenis, 1922); Vitória, ES (Galdino Sobrinho e esposa, Daniel Berg, 1922); Fortaleza, CE (Antonio Rêgo Barros, 1922); Niterói, RJ (Heráclito de Menezes, 1923); Porto Alegre, RS (Gustav Nordlund, 1924);  Canavieiras, BA (Joaquina de Souza Carvalho, 1926); Belo Horizonte, MG (Clímaco Bueno Aza, 1927); Aracaju, SE (Sargento Ormínio, 1927); Teresina, PI (Raimundo Prudente de Almeida, 1927) e Curitiba, PR (Bruno Skolimowski, 1928); Itajaí, SC (André Bernardino da Silva, 1931); Cruzeiro do Sul, AC (Manoel Pirabas, 1932); Goiânia, GO (Um grupo de crentes da AD de Madureira, RJ, deu início à AD de Goiânia em 1936 e Antônio Moreira, então diácono da AD de Madureira, foi enviado por Paulo Leivas Macalão para fundar a igreja.); Cuiabá, MT (Eduardo Pablo Joerck, 1936); Rio Branco, AC (Luís Firmino Câmara, 1943); e Campo Grande, MS (Juvenal Roque de Andrade, 1944).

V – Começa a imprensa pentecostal

As primeiras publicações da AD, que antecederam o jornal Mensageiro da Paz, foram o jornal “Voz da Verdade” (1917 a 1918), por Almeida Sobrinho e João Trigueiro da Silva; o jornal “Boa Semente” (1919 a 1930), por Gunnar Vingren e Samuel Nyström; e o jornal “O Som Alegre” (1929 a 1930), por Gunnar Vingren.

VI – Primeiros hinários

Também em 1917, a AD de Belém (PA) imprimiu o seu primeiro hinário que ficou pronto no dia 6 de outubro e continha 194 hinos e cânticos. Em 1922, era publicada no Recife a primeira edição da Harpa Cristã, que passou a ser o hinário oficial das Assembléias de Deus.

Fonte: Mensageiro da Paz - See more at: http://www.editoracpad.com.br/assembleia/historia.php?i=125#sthash.NQekZvSi.dpuf

 

HISTÓRICO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM PARAGOMINAS PARÁ

Em meados de 1959, um irmão por nome Raimundo Conceição, proveniente do município de São Miguel do Guamá-PA, dirigiu o primeiro culto na Rodovia PA 125, no povoado que mais tarde se tornaria Paragominas. Quando foi feito o convite, o Sr. João, mais conhecido como João do Posto, aceitou a Jesus como Salvador se tornando o primeiro crente desta obra.

De 1961 a 1962 o trabalho começa a receber assistência pastoral através do Pastor Pedro Neves, do Campo de Mãe do Rio, na época município de Irituia, e em 12 de outubro de 1963, a igreja foi oficializada na casa do irmão Manoel Cristiano, o qual cedeu sua residência na Av. Presidente Castelo Branco, centro de Paragominas. Em 1964 a igreja começa a melhor organizar-se e passa a ser dirigida pelo irmão Hildebrando Dias Cruz (recém-chegado à cidade), que começou a dirigir os cultos no local onde ainda é localizado o Templo Central da Assembleia de Deus: Rua Bernardo Sayão, 324, esquina com a travessa estado do Pará no centro de Paragominas.

A partir do ano de 1964 a Convenção passou a enviar o Pr. Abias para ministrar a Ceia do Senhor, o que aconteceu até o ano de 1965. Assim, o crescimento dos trabalhos foram tremendos e em 1966 o saudoso Pr. Moisés Florêncio chegou para se tornar o primeiro pastor do campo. Pastor Moisés era homem de doutrina, forte, determinado e trabalhador, que com muita dedicação e amor à obra do Senhor, construiu a primeira casa pastoral ao lado do Templo Central.

No final de 1966, a igreja recebeu o segundo pastor. Pr. Patrício Silveira era um homem brando e valoroso, que através de mutirões e muito empenho iniciou a construção do segundo templo. Os serviços continuaram com o pastor João Pereira de Souza, que chegou como terceiro pastor do campo no ano de 1969 para melhor organizar a igreja, pois, tratava-se de um homem de doutrina, hospitalidade e desejo para enviar missionários à obra. Em sua gestão foi fundado o circulo de oração “Voz de Sião”, no dia 02 de janeiro de 1972, o qual se constituía da seguinte diretoria: 1ª Diretora: irmã Maria do Miguel; 2ª Diretora: irmã Adalgiza, e Secretária: irmã Marina Galvão. Antes de sair do campo, o pastor ainda inaugurou, no dia 27 de abril de 1975, o templo iniciado na gestão do Pr. Patrício.

O quarto pastor recebeu a igreja no final do ano de 1977 e dirigiu os trabalhos até 1978. Pr. Simeão Silva era um coronel reformado que foi enviado pela Convenção para assumir a presidência da igreja. Obreiro enérgico, visitador, dedico-se ao lado devocional da igreja e tinha o hábito de pedir perdão à igreja antes da celebração da Santa Ceia do Senhor.

No ano de 1979, o quinto pastor, proveniente da Assembleia de Deus em Abaetetuba, assume a presidência em Paragominas. Pr. Samuel Pereira dos Santos era um homem dedicado à oração, culto e de formação acadêmica, mas liderou a igreja por curto período.

Pastor Joaquim Pereira dos Santos foi o próximo pastor a ser enviado pela Convenção de ministros evangélicos do Pará e chegou a Paragominas, vindo de Abaetetuba, no ano de 1980 para se tornar o sexto pastor da igreja. Homem sisudo, de pouco sorriso, enérgico, fiel nos negócios, Pr. Joaquim deixou marcas de um homem de Deus e presidiu a AD por 15 anos consecutivos, época em que a igreja muito se desenvolveu. Nesse período, vários templos foram construídos nos bairros da cidade, inclusive o templo central, que teve sua inauguração em 1983. Entre as congregações construídas nessa gestão, estão: Monte Hermom, Betel, Vale da Benção, Monte das Oliveiras, Ebenézer, Nova Jerusalém, Filadélfia, Rosa de Sarom, Caminho de Emaús, e Monte Horebe.

A partir do dia 06 de março de 1995 a igreja passou por um período de muitas dificuldades, o qual denominamos de período de controvérsias. Neste momento a AD recebe o sétimo pastor presidente, Pr. Moacir Medeiros da Fonseca. Homem apascentador, visitador, bom pregador, ficou aproximadamente cinco meses à frente da obra e se dedicou ao lado devocional da igreja. Em Junho do mesmo ano, o Pr. Moacir Medeiros apresentou para ser consagrado à evangelista o Dc. Humberto Matos e o irmão Wilmar Kussler, reabilitou ao presbitério o obreiro José Maria Perpetuo, separou ao diaconato os obreiros: Dário Leôncio de Oliveira, Carlos Augusto dos Santos Costa, Carlos Alves de Sousa, Francisco Édio Tavares, Francisco Nascimento, e para Evangelista local, Manoel Raimundo Colares da Silva. 

No dia 05 de agosto de 1995 a COMIEADEPA – Convenção de Ministros das Igrejas Assembléias de Deus no Estado do Pará, empossa o Pr. Nivaldo dos Anjos Silva acompanhado de sua esposa, irmã Marinalva Silva e das filhas: Cacilda, Kesia e Adriana. Ao lado de uma mulher de oração, pastor Nivaldo, homem brando, sorridente, ensinador, conselheiro, e pregador de mensagens profundas; pastoreou a igreja até 08 de dezembro de 1996 e neste período implantou o curso de Bacharel em Teologia pela “Faetel”, e enviou ao campo o primeiro missionário: Odiel Lopes e família, enviados à Cachingó no estado do Piauí. Ainda em sua gestão foi realizado o primeiro congresso de senhoras da AD em Paragominas em Janeiro de 1996.

Em 08 de dezembro de 1996, o pastor presidente da COMIEADEPA, Pr. Gilberto Marques de Sousa, empossa o oitavo pastor da AD em Paragominas. Pr. Gutemberg Nova Alves, que em sua preleção inicial disse: “vamos resgatar a Doutrina da Assembléia de Deus”, trazia marcas de um homem de oração, de doutrina e de fé. Apologista da doutrina da AD, administrador, construtor, pregador muito requisitado em todo o país, e no exterior, tendo visitado o Suriname e o Japão, Pr. Gutemberg chega a Paragominas acompanhado da esposa, irmã Marluce Cavalcante Alves, e dos filhos: Pr. Paulo Augusto, Marco André, e Marly.

Uma das primeiras ações do Pr. Gutemberg foi mobilizar a igreja para a realização de cruzadas evangelísticas, denominadas “PARAGOMINAS PARA CRISTO”. Tais proporcionaram um marco em sua administração, pois muitas almas se renderam a Jesus por intermédio desses movimentos espirituais. Além das cruzadas, diverso trabalhos e serviços foram realizados sob a administração do Pr. Gutemberg, como: implantação do curso teológico CETADEP; fundação da UNIADEP – União de Adolescentes da Assembleia de Deus em Paragominas, que oficializou-se no ano de 1997; envio de missionários à seara do Senhor, como foi o caso do missionário Carlos Augusto dos Santos Costa(enviado ao Piauí), Dário Leôncio, Carlos Alves de Souza, Fernando Nascimento e também Odiel Lopes(reenviado); informatização da secretaria e tesouraria da igreja, o que tornou o trabalho mais ágil e eficaz; além de muitos outras obras.

A gestão do Pr. Gutemberg perdurou por dois anos, cinco meses e vinte e dois dias, sendo interrompida por sua chamada a eternidade no dia 30 de maio de 1999. A cidade de Paragominas sentiu a morte deste grande líder evangélico, a ponto do prefeito Sidney Rosa decretar luto oficial de três dias no município. No sepultamento houve grande carreata até o Cemitério Municipal São Francisco de Assis, onde diversas autoridades municipais e pastores de várias cidades paraenses e da federação estiveram presentes.

Entre os pastores amigos do Pr. Gutemberg presentes no sepultamento estava o Pr. Carlos Lopes da Vera Cruz, que, sem imaginar, tornaria o substituto na presidência da Assembleia de Deus em Paragominas. A posse do Pr. Carlos e família aconteceu no dia 04 de Julho de 1999, quando, após ser recebido na entrada da cidade, o nono Pastor Presidente recebeu a igreja em um abençoado culto, realizado no Grande Templo da Promissão I, localizado na Praça Pastor Gutemberg. A partir desta data, a administração da igreja fica a cargo do homem de Deus, humilde, abnegado, amigo e determinado, conhecido como Pastor Vera Cruz.

Ao lado da esposa, Missionária Vera Lúcia, mulher de fé, oração, liderança, coragem, amor pela obra de Deus e serviços sociais; o pastor recebeu a igreja acompanhado dos filhos: Aroldo, Débora, Nerinelma, Kênia Lúcia e Anderson Carlos. Substituir o amigo Pr. Gutemberg, por si só, era uma tarefa muito complicada, e com o sentimento de perda e saudades, visível nos irmãos devido a recente partida para eternidade do pastor querido, a tarefa se tornava muito maior. Mas Pr. Carlos e irmã Vera estavam dispostos a trabalhar para que, mesmo nesse momento de dor, a obra fosse continuada.

Assim, os primeiros meses à frente da igreja foram muito difíceis, mas as mãos do Senhor sempre estiveram estendidas sobre o casal e depois de um período de oração e busca, pastor Carlos começa os primeiros paços priorizando as obras já em andamento. Dessa forma, o grande Templo da Promissão I, congregação Ebenezer, recebeu uma atenção especial e grandes mutirões foram feitos para adiantar os serviços. Hoje, o Templo, que ainda não foi inaugurado, possui uma nova cara e mais espaço interno, além de possuir uma estrutura metálica no telhado, um moderno equipamento de som e um refeitório em anexo, onde centenas de pessoas se alimentam nos grandes eventos realizados no local.

Entre os eventos que já foram realizados no Grande Templo, um que chama a atenção é o COADESPA, pois foi o resultado provindo do sonho e luta da missionária Vera Lúcia desde 1988.  Esse projeto visava à realização de um congresso, onde grande parte das mulheres do círculo de oração das igrejas do Estado do Pará se juntaria. Várias tentativas já tinham sido feitas perante a diretoria da COMIEADEPA, mas nenhuma resposta obtida e para gloria do Senhor, o 1º COADESPA - Congresso Do Círculo de Oração das Assembleias de Deus do Estado do Pará aconteceu em Paragominas no ano de 2002. Foram várias caravanas que desembarcaram na cidade para 3 noites de festa, a qual se repete em todos os anos em diferentes cidades do Estado.

A AD em Paragominas tem gozado de grandes bênçãos e um vertiginoso crescimento. Na administração do Pr. Carlos e com a contribuição de membros, congregados e interessados, a igreja tem prosperado construindo um patrimônio abençoado e útil entre os fieis. Depois da chegado do Pr. Vera Cruz a AD construiu uma belíssima casa pastoral, localizada no bairro Angelim, onde mora o pastor presidente; comprou um ônibus em 2007,o qual era um sonho de muitos anos e hoje já é usado no transporte urbano e viagens intermunicipais dos membros da igreja; comprou uma área ao lado do Templo Central, na Praça da Bíblia, onde funciona um restaurante da igreja (Tiberiads); adquiriu, através de consorcio, 11 motos, marca Honda e modelo Fam 125, as quais são utilizadas nas atividades da obra do Senhor.

A preocupação em chegar com o evangelho a todos, tem levado à abertura de novas congregações, como: Nova Canaã, no bairro Aragão; Efraim, no bairro Nova Conquista; Hebron, no JK; Porta Formosa, no Parque IV; El Shaday, no Camboatã; Novo Horizonte, na Vila Novo Horizonte da Promissão III; Jeruel, no Nagibao; Cafarnaum, colônia Reunida; Gileade, na Promissão III; Monte Carmelo, Uraim II; Shalon, Vila Guilherme Gabriel; Getsêmane, bairro Angelim; Monte Tabor, Promissão II; Betesda, Sidilândia II; Maranata, no Laércio Cabeline; Genezaré, no Sidilândia I; Vale da Benção II, no Platô Miltônia; 3 na Mina de bauxita de Paragominas, e várias congregações nas colônias Água Suja e Caip.

Atualmente a igreja tem cerca de sete mil membros e conta com 53 congregações, sendo 42 na cidade e 11 na área Rural. Nos 13 anos de ministério do Pr. Vera Cruz na cidade de Paragominas, Deus tem salvado muitas almas através dos trabalhos realizados no município, cidades da federação e outros países, como é o caso do Paraguai e África. O coração do Pr. Vera Cruz é apaixonado por missão, sendo assim, a secretaria de Missões da igreja (SEMADEP), coordenada pela Miss. Regina, tem sido um canal de bênçãos, enviando e ajudando missionários em vários lugares. Entre os tais, a igreja possui 4 congregações, com obreiros mantidos pela AD Paragominas, no Paraguai e ajuda outros sem cidades de outros Estados.

Depois da visita do Pr. Carlos e Miss. Vera à África, a igreja, alem de mandar 100 bicicletas para ajudar na evangelização das aldeias, tem ajudado significantemente os projetos de lá. Também, a SEMADEP contribui com o projeto UNIASIA, onde as missionárias paragominenses Raquel e Mauriceia são mantidas. Dentro do município de Paragominas, o pastor Carlos ainda resolveu desmembrar a área da colônia Del Rey, Nova Aliança e Nova República, tornando-as campo e empossando o Pr. Delmo Leal para pastorear a área denominada de campo da Del Rey.

Sempre zelando da santa doutrina e união entre os irmãos, o corpo ministerial e departamentos da igreja acompanham seu pastor promovendo eventos, como: simpósios, seminários para família, congressos, e cruzadas evangelísticas.  Os muitos eventos promovidos tem a finalidade de ganhar almas pra Jesus, reanimar os ânimos espirituais e confraternização entre os irmãos. E entre tantos eventos, destaca-se a realização dos congressos de cada departamento em todos os anos, o tradicional Concurso de Louvor “Descobrindo Novos Talentos”, organizado pela UMADEP; a Escola Bíblia de Férias do Departamento infantil, além de muitos outros realizados esporadicamente pelas congregações, departamentos e direção geral.

Alem dos grandes movimentos, a igreja tem se deliciado com abençoados cultos durante cada semana, realizados no Templo Central aos domingos, Segundas, Sextas e Sábados e nas congregações nos Domingos, terças e Quintas-feiras. Em cada um desses lugares, Deus tem se manifestado poderosamente através das palavras, ministrações e louvores comandados por homens e mulheres de Deus espalhado por todos os bairros da cidade.

Quando os templos se encontram fechados, o evangelho continua a ecoar nos lares e ruas da cidade por intermédio das visitas pessoais realizadas por obreiros e pastores, como, também, pelo programa “Assembleia de Deus em Ação”, que vai ao ar das 12h00min às 13h00min e das 22:00 às 23:00h, de segunda a sexta-feira, e nos finais de semana das 12h00min às 14h00mim, na Rádio Cidade, 93.3 FM e pela internet. O Projeto evangelístico “Minha Casa é uma igreja”, iniciado no ano de 2008, é outra forma que visa o crescimento da obra do Senhor através de culto a domicílio. Ele tem apresentado resultados visíveis para a seara do mestre, pois nos dias em que não há cultos nos templos, os irmãos tem se reunido nas residências para a pregação do evangelho do Senhor.

Ainda na área da evangelização, o Projeto “Resgatando Vidas” tem tirado muitas vidas aprisionadas ao pecado. Ele é executado por uma equipe atuante desde 2000, dentro do centro de recuperação regional de Paragominas (Prsídio), e já alcançou muitas almas para o reino de Deus entre pessoas excluídas da sociedade.

Sendo assim, através de diversos meios de comunicação e estratégia de evangelização, a direção da igreja vem orientando os crentes em Jesus Cristo a manter a comunhão e uma vida cristã dinâmica, com a finalidade de prestar culto ao Senhor, além de alcançar milhares de vidas ainda sem salvação.

Com tantos feitos, os trabalhos realizados na área espiritual e social acabam sendo reconhecidos e premiados por diversas instituições, como é o caso do prêmio Top Of Mind Brasil de consagração pública brasileira, entregue pelo IMBRAP na categoria: atividades de organizações religiosas.

Todos os feitos são para honra e glória do Senhor e tudo tem sido feito com Sua permissão, ajuda dos milhares de irmãos e departamentos direcionados a cada facha etária. A saber:

 

EBD: A Escola Bíblica Dominical é, sem dúvidas, a maior agência Educadora Cristã do mundo. Baseados nessa missão, temos atualmente 4.701 alunos.

Na gestão do Pastor Carlos Vera Cruz foram realizados diversos Simpósios direcionados ao processo educativo cristão, o qual tem a finalidade de tornar o homem membro da sociedade que todos sonham para conseguirmos manter um padrão de pessoas comprometidas com o bem-estar de nossa sociedade.

Em 2012 a presidência da igreja juntamente com a coordenação da EBD em Paragominas formou uma caravana para a participação no 7º Congresso Nacional da Escola Bíblica Dominical, que foi realizada de 10 a 13 de Outubro de 2012, no Rio de Janeiro – RJ.

 

DECADEP: Departamento de crianças da Assembleia de Deus em Paragominas: Atua junto à comunidade, trabalhando com cerca de 1.710 crianças ingressas em programas cristãos educativos exclusivamente voltados para esse público.

Entre as muitas atividades executadas pelas coordenadoras de crianças, a EBF - Escola Bíblica de Férias, realizada anualmente no período de férias, é destacada, pois oferece lazer junto ao aprendizado para milhares de crianças de férias da escola.

 

UNIADEP - União de Adolescentes da Assembléia de Deus em Paragominas: Composta atualmente por cerca de 607 adolescentes, o departamento visa envolver o adolescentes em atividades sadias e espirituais, as quais possibilitam aos jovens de 12 à 17 anos uma conduta cristã e ética. São muitas as atividades realizadas ao longo destes anos, entre tais, destaca-se as gincanas, viagens, cultos, retiros e os congressos realizados com todos os integrantes desse conjunto.

 

UMADEP - União de Mocidade da Assembléia de Deus em Paragominas: Recebendo os ex-integrantes da UNIADEP, o departamento de Jovens visa o amadurecimento de seus integrantes, preparando-os para a vida conjugal, familiar e profissional. Os trabalhos desse departamento estão ligados à musicalidade, através do Conjunto “Aliança de Fogo”; palestras sobre assuntos cotidianos e contemporâneos, como drogas, prostituição e sexo; retiros, orações, cultos e gincanas, as quais, através de tarefas, conduzem os participantes a desafios da vida, conhecimentos bíblicos e da área secular, como também voltados a Ação Social. Atualmente compõem esse grupo cerca de 504 jovens, que, em 2012, juntos a diretor, Ev. Anderson Carlos,  realizaram um congresso abençoado sob o tema: “O CARÁTER DE DEUS NA VIDA DO JOVEM CRISTÃO”.

 

USADEP: União de Senhores da Assembléia de Deus em Paragominas: Sendo um dos mais novos departamentos da igreja, ele é composto por aproximadamente 400 componentes, e tem se destacado por suas confraternizações e momentos de oração e intercessão em prol da igreja.

 

DESIADEP – Departamento de Senhoras da Igreja Assembleia de Deus em Paragominas: Conhecido como coluna da igreja, o círculo de Oração “Voz de Sião” abrange um número de 1.058 mulheres cadastradas. É um departamento voltado a ajudar a família no crescimento espiritual e secular, com trabalhos direcionados à oração, consagração, serviços sociais e comportamentais do indivíduo, em especial a mulher. Constantemente o departamento promove reuniões, onde o grupo se reúne para orar, cantar e participar de ministrações e palestras sobre diversos assuntos: Saúde da mulher, finanças, comportamento, sexo, educação dos filhos, etc.

Já são vários congressos realizados, e entre eles, está o COADESPA – Congresso do Círculo de Oração da Assembleia de Deus no Pará, realizado no ano de 2002 e 2011 em Paragominas. Alem desses grandes movimentos, as mulheres participam semanalmente de momentos voltados ao espiritual. Em todos os sábados elas se reúnem pela manhã e em todos os 2º sábados de cada mês, os trabalhos se intensificam durante todo o dia.

Desde 2000 o DESIADEP é liderado pela Missionária Vera Lúcia, a qual Deus tem usado com palavras de exortação, aconselhamento e ânimo para as integrantes. Por outro lado, a missionária tem coordenado juntamente com as líderes do grupo de mulheres de cada bairro, os serviços sociais oferecidos pelo departamento.  Exemplos desses trabalhos é o projeto  “Arte Mulher”, que, por intermédio de curso artesanais, tem colaborado com a renda familiar de muitas mulheres. A distribuição de cestas básicas, pechincha de roupas (vendas de roupas usadas) e o ateliê, são outras formas que o grupo tem usado para tornar a desigualdade social menos violenta nos dias atuais.

Com a compra do prédio em anexo ao Templo Central, a diretora do DESIADEP propôs à liderança da igreja que fosse montado um restaurante popular, e hoje, o Tiberiades serve comida à centenas de pessoas, que se alimentam diariamente por um preço popular.

 

SEMADEP – Secretaria de Missões da Assembleia de Deus em Paragominas:

Tendo como secretária a Missionária Regina, o departamento de missões da igreja tem ajudado a manter muitos missionários e pontos de pregação do evangelho, dentro e fora do Brasil. Isso tem sido possível graças ao empenho e amor do Pr. Vera Cruz por missões, como também, as contribuições de centenas de irmãos. As ofertas chegam através do carnê, que é distribuído entre as pessoas; em cultos dirigidos nas congregações pelos secretários e por movimentos, como as realizações dos festivais.

A secretaria possui muitos missionários espalhados pelo Brasil e exterior, e em todos os anos os projetos para enviar novos obreiros tem se renovado. Neste ano de 2012 o Obreiro Celso e família já se preparam para aumentar o número de enviados ao campo, que são: Pr. João Alves Ribeiro e família e Pr. Deneval Nunes Costa e família, na Paraíba; Pr. Nonato Leite e Alexandre, no Paraguai, onde a Assembleia de Deus em Paragominas possui 4 igrejas nas cidades de Concepcion e Pedro Juan Cabalheiro; Ev. Vilson Bastos, Ev. Esmael Cordeiro, Pr. Rubens Loureiro, Pr. Silmar Costa, Ev. Francisco Erivaldo, os quais estão em cidades do Piauí, Ceará e Paraíba; e Miss. Raquel Lemos e Mauriceia, no projeto Uni Asia.

Depois de uma visita a África, o Pr. Vera Cruz passou a ajudar o projeto SOS África, coordenado pelo Pr. Eliel Gomes, que tem feito um trabalho maravilhoso pelas aldeias e povoados localizado em Moçambique, Zimbábobue e Malawi. A secretaria enviou pra lá 100 bicicletas e contribui constantemente com os trabalhos de lá.

 

ASSOCIAÇÃO EL-SHADAY:  Os planos para a área social da igreja são grandiosos, e por isso o Pr. Carlos tem desempenhado um trabalho, através da Associação El-Shaday, visando os mais necessitados de oportunidades e amor do próximo. Essa associação tem garantido a pessoas de diferentes idades um serviço social por intermédio de espaço para aprender cursos gratuitos de informática e música. Os cursos chegam aos interessados via dois projetos:

Projeto “Amigo da Música”: Criado em 06 de fevereiro de 2006, atinge um público de crianças e adolescentes em situação de risco, onde as mesmas recebem instruções sobre musicalização profissionalizante. Este projeto funciona com três núcleos: Templo Central, bairro Nagibe Demachik e Paragonorte (Caip). Nesses anos de realização do Projeto Amigo da Música a igreja já instruiu mais de 400 crianças e adolescentes a musicalidade de Flauta doce, bateria, percussão e, agora, violino.

As aulas são ministradas por profissionais da música, que tem se empenhado para oferecer instruções de qualidade, na área musical, e conduta ética e cristã na área social. Após um período de aula, os professores têm organizado recitais, onde a turma apresenta seus conhecimentos a uma plateia de pais, amigos, diretoria da igreja e interessados. São momentos de muita emoção.

Projeto “Jovem Conectado”: Nos anos em que vivemos é indiscutível a necessidade de se aprender o manuseio de computadores e outros equipamentos da área da informática. Esse contexto, alem de necessário, é apaixonante e de estima curiosidade, especialmente pelas crianças, parte que oferece preocupação para que o ato não se torna um vicio.

Vendo tudo isso, a Assembleia de Deus e a Associação El-Shaday são parceiras para oferecer cursos de informática de graça a pessoas com baixa condição financeira. Os alunos estudam em uma confortável sala do Grande Templo da Promissão I, onde são ensinadas as funções básicas da informática, em 25 máquinas.

O projeto já chegou a muitas pessoas, que, ao término do curso, recebem um certificado comprovando a participação no curso.

 

Tudo o que já se fez até aqui é graças ao Senhor e ao trabalho de milhares de pessoas anônimas, com cargos na igreja, de membro e congregados dessa família assembleiana. Por essa obra já passaram pastores que, mesmo sem receberem a posição de titular, desempenharam serviços maravilhosos: Pastor Joaquim Pereira dos Santos Filho, que esteve durante um grande período desempenhando o papel de co-pastor, ao lado de seu pai, Pr. Joaquim Pereira dos Santos, na década de 80; Pastor Expedito das Graças Vilhena, que também desempenhou o papel de vice-presidente de seu sogro, Pr. Joaquim Pereira dos Santos; Pr. Daniel Dantas, o qual, nos anos de 1993 a 1994, desempenhou o papel de evangelista, no campo de Paragominas; Pr. Humberto Alves de Matos, que durante mais de vinte anos trabalhou em favor da obra de Deus nesta cidade, fundando trabalhos, dirigindo congregações e sendo vice-presidente ate 31/12/2001, quando foi substituído pelo então vice-presidente Pr. Manoel R. Colares da Silva.

Essa igreja mantém em sua memória o nome de inúmeros pioneiros que também contribuíram com a história da AD em Paragominas: Hildebrando Cruz, Maria Holanda Galvão (irmã Mariêta), Maria Nídia Galvão Rodrigues, Janete Galvão Rodrigues, Manoel Cristiano, Pr. Abias, José Pereira da Silva, Elvina Pereira, Davi Elias, Tibúcio, Abimael Calazans Cruz, Albertina Coelho da Cruz (irmã Bita), Antonio Alves dos Santos, Mario (primo), Maria Bonifácia Lopes, Maria de Fátima (Carmita), Abmael Coelho da Cruz, Maria José Oliveira da Cruz, José Pereira da Silva (Zé da Foice), Elvina Pereira, Maria Raimunda Oliveira, Maria Helena do Nascimento, Maria das Graças Sodré, João Estevam Filho (João Goiano) Geralda Dias Estevão, Altino Domingos da Silva, Francisca Pedro da Silva, Maria de Nazaré Gonçalves, Raimunda Teodoro Peniche, Martinho Ribeiro Reis, Maria Leonildes Reis, Irací Maria do Nascimento, Raimunda Alves Elias, Carlos Lopes da Vera Cruz, Vera Lúcia Flores da Vera Cruz, Jovino Flores, Júlia Flores, Luis do Ó Cordeiro (Porteiro), Gerônima Chumbre (irmã Niquita), José Alves Freitas (Zeca Baiano), José Rayol, Melquiades Vasconcelos, Miguel Pereira, irmã Dica, Melquiado, Francisco Leandro, Francisca Almeida Leandro, Martinha G. Pinheiro, Maria Vivaldir Alves, Rosalina Abreu Nascimento, Antonio Alves de Andrade (Tuíca), Marionete Andrade, Marcelina da Silva Santos, Margarida Gouveia Silva, Maria José Costa Silva, Joana Mendes da Silva, José Elias Correia, Raimunda Nonata Pereira Silva, Maria Ferreira Silva, Alfeu Arantes de Sousa, Luzia Severino de Sousa, Suzana Brandão da Silva, Arnaldo Henrique Hermano, Leopoldina Coelho, Leocélia, Cassilda, Nelson Pereira de Sousa, Demira Pereira de Sousa, Aroldo Pereira de Sousa, Sílvio Dias de Oliveira, Anedina Ramalho, Maria da Conceição Barbosa, Ricardina Barbosa Mesquita Neta, Galdino Cardeal de Castro, Maria de Lourdes Ribeiro de Castro, Manoel Elias Pereira (porteiro), Ana Pereira Rodrigues, Miguel Ribeiro de Sousa, Dirceu Ribeiro de Sousa, Valdemar Portela dos Santos, Luzia do Carmo Santos, Maria Rosa dos Santos Pereira, Josefa Maria de Jesus, Emídio Ferreira Santos, José de Assis Pinto (porteiro), Cacilda Maria da Silva, Manços de Oliveira Barbosa, Joaquim Marinho, Creuza Marinho Nunes, Maria de Lourdes Oliveira Silva, Maria de Nazaré e Família, Lourival Costa Nunes, José Cordeiro da Silva, Raimunda do Miguel, Filômena Pereira da Silva, Józimo Soares de Sousa, América Travassos de Sousa, Virgulino Ferreira (porteiro), Maria Ferreira do Nascimento.

Claro que muitos acontecimentos e nomes de pioneiros que fizeram parte da história desta igreja não estão inseridos neste pequeno relato, na realidade é uma síntese da história da AD em Paragominas, pois enquanto você está lendo estas linhas, mais dados já podem ser acrescidos a nossa história.

Essa historia é para honra e glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mas, também, para lhe mostrar o resultado das contribuições ofertadas a esta igreja. Tudo o que está sendo trago às mãos dessa liderança, está sendo empregado na obra de Deus.

Continue a contribuir com a história de homens e mulheres, crianças e adultos, órfãos e viúvas. Com a nossa história de fé, amor, almas e milagres. 

 

 

EM QUE CREMOS

1) Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).

2) Na inspiração verbal da Bílbia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida eo caráter cristão (2 Tm 3.14-17).

3) Na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Is 7.14; Rm 8.34 e At 1.9). 

4) Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus (Rm 3.23 e At 3.19).

5) Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (Jo 3.3-8). 

6) No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma, recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26 e Hb 7.25; 5.9).

7) No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19; Rm 6.1-6 e Cl 2.12).

8) Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo (Hb 9.14 e 1Pd 1.15).

9) No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

10) Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a Sua soberana vontade (1 Co 12.1-12).

11) Na Segunda Vinda pré-milenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira - invisível ao mundo, para arrebatar a Sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda - visível e corporal, com Sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1Ts 4.16. 17; 1Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5 e Jd 14).

12) Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2Co 5.10).

13) No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Ap 20.11-15).

14) E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis, e de tristeza e tormento para os infiéis (Mt 25.46).